Eu uso produtos do pólo têxtil!

21:58:00

Se você assistiu algum jornal, ou entrou na internet esses dias, provavelmente ouviu falar da apreensão do lixo hospitalar no Porto de Suape, aqui em PE.
E se não, explico tudinho agora:
Na terça-feira (11), a Receita Federal apreendeu no porto de Suape, um contêiner com 46 toneladas de lixo hospitalar.O contêiner trazia lençóis sujos, luvas cirúrgicas, drenos e outros objetos. A carga veio do Porto de Charleston, na Carolina do Sul, Estados Unidos.
Por lei, esse tipo de material jamais poderia ter entrado no Brasil.

Pois acontece, que os tais lençóis eram vendidos por quilo, em cidades do agreste pernambucano, inclusive aqui em Santa Cruz do Capibaribe!
Eram vendidos pela empresa Na Intimidade, que funciona com o nome fantasia Império do Forro de Bolso.

O dono dos estabelecimentos, que foram lacrados no fim de semana, ainda não foi localizado. Lá, foram encontrados os lençóis, e até uniformes de médicos que eram transformados em bolsos para calça. O baixo valor do quilo (entre 8 e 10 reais), atraía os donos de pequenas confecções do pólo têxtil.
Além dos estabelecimentos em Santa Cruz e em Toritama, ontem (17), a Polícia Civil pernambucana apreendeu em Caruaru mais 15 toneladas de tecido com a logomarca de hospitais norte-americanos.
Mas gente, calma! Com base na avaliação de infectologistas, foi confirmado que o consumidor que comprou roupas feitas com o material NÃO corre nenhum risco!
O que preocupa os comerciantes, é o impacto negativo que já está sendo causado nas vendas.

Hoje, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, disse algo que todos nós concordamos. "É injusto que um pólo de confecções que emprega mais de 150mil pessoas seja prejudicado por conta de 'um bandido dos Estados Unidos e um bandido daqui', são 22mil empresas, o erro é de apenas uma.

E é isso que venho defender aqui hoje!
É lamentável ver que Santa Cruz está sendo tão prejudicada pelo erro de um "comerciante" desses. Que pra ganhar dinheiro, colocou em risco a saúde de tantas pessoas. "Ah claro, vou comprar lixo hospitalar e vender como retalho..." Me diz mesmo, O QUE SE PASSA NA CABEÇA DE UMA PESSOA DESSAS?
Agora, Santa Cruz sente o peso do erro de UM, que prejudicou todo o pólo têxtil.
Mas do mesmo jeito que soubemos acolher e ajudar, vamos mostrar pra o Brasil inteiro, que aqui não é cidade de lixo hospitalar! Que a cidade não vai pagar pelo erro de um. Vamos mostrar que confecção é coisa séria e não lixo!
Parabenizo a todos os santa-cruzenses pelas campanhas que estão sendo feitas. E também a Arnaldo Xavier, pela iniciativa de produzir as camisas da campanha.





Eu tenho #OrgulhodoPólodeConfecções, e você?

Posts relacionados

0 comentário(s). Comenta menina(o)!