Novo vício: Orange is the new black

11:30:00



Sabe daqueles seriados que você vicia desde o primeiro episódio? Fiquei assim com Orange is The New Black! A série é uma produção original do Netflix e já tinha lido várias matérias sobre e desde que comecei a assistir fiquei apaixonada pela história, que foi baseada no livro de mesmo nome escrito por Piper Kerman, uma americana de classe média alta que serviu tempo na prisão por um crime cometido 10 anos antes.

Na série você acompanha a vida de Piper Chapman (personagem baseada na escritora), que foi sentenciada a 15 meses de prisão por transportar dinheiro de um cartel de drogas anos atrás (favorzinho que ela fez pra namorada da época). Enquanto ela se adapta à vida no presídio nós vemos a solidariedade entre as prisioneiras, como é o cotidiano de cada grupo (as negras, as brancas, as cristãs...), o confinamento na solitária, os relacionamentos homossexuais, o abuso de poder da diretoria... Além de Piper, você vai conhecer muitas outras mulheres que foram presas por n motivos (tráfico, assassinato...) e a cada episódio, através de flashbacks, nós vamos descobrindo como era a vida delas antes da prisão e o que as levaram a chegar lá. Confesso que fico muito curiosa querendo saber como cada uma foi presa, o que levou essas mulheres a tomarem essas decisões erradas. A diversidade de histórias e personagens é incrível!

OITNB mistura drama e comédia, e apesar de ser uma história bem forte (muitas vezes triste) eu dou muita risada com as histórias do cotidiano das presas! A série tem duas temporadas de 13 episódios cada e a terceira temporada está sendo gravada, mas só tem estreia prevista pra junho de 2015. Tô na segunda temporada e assistindo super lentamente pra não acabar logo, sabe? hahaha

Não encontrei o trailer legendado, mas mesmo sem legenda vocês vão conseguir entender um pouco da história! Pra quem tem Netflix, todos os episódios estão disponíveis. Pra quem não tem, dá pra baixar em alguns sites.



Fotos e vídeo: reprodução

Posts relacionados

0 comentário(s). Comenta menina(o)!